Informação para Investidores

ACTUAR PARA DESENVOLVER


A Fundação Luso-Espanhola é uma instituição de direito privado, criada em 23 de Outubro de 2000 e nasceu da congregação de esforços de um conjunto de empresas portuguesas e espanholas que, imbuídos da mesma visão e do mesmo espírito construtivo, apostam na aproximação, desenvolvimento e projecção global do espaço da Península Ibérica.
A importância que as economias de Portugal e Espanha representam uma para a outra, exige de todos um contributo construtivo, assente em estruturas estrategicamente desenvolvidas.
Estruturas criadoras de laços que melhorem e direccionem as relações económicas entre os dois países, numa base geradora de competitividade, prosperidade e riqueza, realçando a harmonia das identidades que os caracterizam e as causas comuns que os unem.
Por isso, a Fundação Luso-Espanhola defende uma solução de futuro que, através de uma cooperação forte e equilibrada entre Portugal e Espanha, converta o espaço peninsular numa plataforma de relevância económica e cultural, a nivel europeu e mundial.

Agenda Ibérica

Mês anterior Junho 2017 Próximo mês
Dom seg ter qua qui sex Sáb
week 22 1 2 3
week 23 4 5 6 7 8 9 10
week 24 11 12 13 14 15 16 17
week 25 18 19 20 21 22 23 24
week 26 25 26 27 28 29 30

Links Interessantes

FLE NAS REDES SOCIAIS

Iberstud PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

 

Objectivos
O Iberstud é um projecto de intercâmbio universitário entre Portugal e Espanha.
O objectivo do Iberstud é contribuir verdadeiramente para o estreitar de relações de estudantes portugueses e espanhóis, fomentando, em antecipação, a sua preparação para uma vida inter-ibérica mais profunda e efectiva, de modo a construir melhores relações entre as duas sociedades.

Este objectivo apoia-se em quatro pilares:

1 Criar uma consciência de desenvolvimento bilateral, logo a partir da universidade, como forma de potenciar um maior equilíbrio no futuro.

2 Relacionar os meios universitários portugueses e espanhóis, numa troca de conhecimento, experiência e acção académica em toda a sua abrangência.

3 Debater presencialmente temas comuns aos dois universos, numa perspectiva global humana, científica, técnica e epistemológica.

4 - Aprofundar o conhecimento da realidade económica, social e cultural do país visitado, frequentando os principais centros culturais e económicos através de visitas preparadas e organizadas para o efeito.


Organização
O Iberstud exige sempre o envolvimento de duas universidades (congéneres), uma portuguesa e outra espanhola, uma remetente e outra receptora. Após as respectivas candidaturas e escolha dos cursos abangidos elabora-se um programa académico que una os dois mundos universitários.

Logisticamente, o Iberstud consta de uma viagem ao país vizinho, com duração de quatro dias, de proximadamente 90 estudantes que se envolvem na vida académica, cultural e social do país receptor.

O programa Iberstud tem uma edição anual por país e por Universidades participante.